domingo, 5 de março de 2017

PERTENCER

Os casacos ficavam pendurados perdidos próximos à quadra, separados por nomes e gênero. Os dias passavam e eles continuavam ali. Eu sempre me deparava com essa imagem após o término das aulas, em que a escola “ficava vazia”, porém os casacos assumiam uma função de pertencimento, de continuidade, de resquícios. Era uma forma simbólica dos alunos permanecerem por meio daquele artefato, naquele espaço.
Espaço este ocupado por meninas e meninos quando colocados lado a lado na dinâmica das brincadeiras. Em sua maioria, “roupas esquecidas pelos meninos” (dizia uma das funcionárias) à outra. Estes eram mais resistentes em deixar a quadra ao término da educação física no ultimo horário de aula, esquecendo-se dos casacos.
Outro dia passei lá por perto e percebi que a quantidade havia diminuído, muitos foram embora, estava frio de novo em Macapá, e a quadra vazia outra vez.
Casacos pendurados

Nenhum comentário:

Postar um comentário