sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Olhar



Difícil mesmo é essa saudade louca do teu olhar
De dia de chuva molhar
De me secar no teu colo
De dia em que te imploro.

Para teu olhar desatento encontrar os meus passos
Desenhar-te em meus braços
Dançar o mesmo compasso
Dar-te meus sonhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário